TimePetrobras

9 curiosidades pra você mergulhar de cabeça no mundo da natação

Vem com a gente aprender sobre a história da natação e conhecer um pouco mais da rotina do Daniel Dias, um dos principais atletas brasileiros e integrante do Time Petrobras

Somos apaixonados por esporte e temos o orgulho de patrocinar alguns dos maiores atletas da atualidade. E para que você possa conhecer um pouco mais sobre a energia que transforma cada um desses brasileiros em campeões, estamos lançando a série “Por Trás do Pódio”, com vídeos onde eles falam sobre bastidores, conquistas e tudo que existe por trás de cada uma dessas vitórias do Time Petrobras.

E como nosso primeiro vídeo é como ninguém menos que Daniel Dias, o maior nadador paralímpico do mundo, decidimos mergulhar fundo nesse esporte e oferecer 9 curiosidades que com certeza você não sabia sobre o mundo da natação, onde o Daniel fez – e vem fazendo – história.

Daniel Dias - Por Trás do Pódio

Mesmo sendo um dos mais antigos esportes de que se tem notícia – pinturas rupestres de 10 mil anos antes de Cristo já fazem referência a seres humanos nadando e a natação é mencionada em obras como a Ilíada e a Odisséia – foi apenas por volta de 1830, na Inglaterra, que competições oficiais começaram a ser realizadas. 

No Brasil o primeiro campeonato oficial de natação foi promovido em 1898, no Rio de Janeiro, consistindo numa travessia de 1500 metros entre a Fortaleza de Villegaignon e a Praia de Santa Luzia, mas piscinas fechadas, exclusivas para competições, só começaram a ser utilizada cerca de 30 anos depois. 

Até os anos 40, em virtude dos costumes da época, nadadores de ambos os sexos usavam trajes de banho completos, que causavam grande atrito com a água e foram sendo reduzidos ao longo do tempo, até que nadadores masculinos usassem as famosas sungas de natação.  

Curiosamente, versões tecnológicas dos maiôs de corpo inteiro retornaram no fim dos anos 2000, porém feitos com materiais específicos capazes de reduzir o atrito do corpo, aumentar a oxigenação muscular e com isso vários recordes foram batidos. O impacto foi tão grande que em poucos anos esses trajes foram banidos e hoje nadadores masculinos podem usar peças que cubram, no máximo, da cintura até os joelhos. 

Mas as mudanças não aconteceram apenas nas roupas e chegaram até mesmo nas piscinas. Desde alterações na profundidade até aumento do tamanho das raias, passando por transformações até mesmo nos blocos de partida, que antes eram pequenos e estreitos e se tornaram não apenas maiores e mais largos como inclinados na direção da água, permitindo uma melhor posição de mergulho e por consequência um melhor desempenho.  

Outras evoluções tecnológicas que as piscinas receberam envolvem câmeras e sensores, que permitem medir a resistência e propulsão dos nadadores, como maneira de aprimorar seus resultados e até mesmo pequenas telas no fundo da piscina, atuando como contadoras de voltas, para que os atletas não precisem contar mentalmente quanto falta para o final da competição. 

A maior piscina do mundo fica no Egito, mede 96.800 m² e leva várias semanas até que esteja cheia. A Citystars Sharm El Sheikh é considerada oficialmente a maior massa de água já produzida pelo homem e se localiza dentro de um caríssimo resort. Já a maior do Brasil, tem 20 mil m² e fica em Cuiabá, no estado do Mato Grosso. 

Alguns dos nadadores mais rápidos do mundo podem atingir quase 10 km/h numa piscina, mas pareceriam uma pessoa caminhando ao lado de um carro numa competição com o marlim, considerado um dos peixes mais rápidos do mundo e capaz de atingir até 110/km em alto mar.  

A natação está presente desde a primeira edição dos Jogos Paralímpicos, em Roma, 1960 e recebe atletas com os mais variados tipos de deficiência, seja físico-motora, visual ou intelectual, sendo, depois do atletismo, a modalidade que mais rendeu medalhas paralímpicas ao Brasil.  

Quer conhecer mais sobre nossos atletas e o esporte de cada um deles? É só ficar ligado aqui na nossa série “Por Trás do Pódio”, onde você vai descobrir ainda mais sobre a vida e a carreira dos atletas do Time Petrobras. 

E quer conhecer todos os atletas que fazem parte do Time Petrobras? Clique aqui!

#timepetrobras #70anos
Compartilhe